15.12.15

paralelos

vc estava por perto
na balada, sem camisa
lindo, como nunca havia notado
faltavam poucas horas para a sua partida
trágica e gratuita
um hospede maldito ceifou a sua vida

uma faca havia sido apontada para mim dois dias antes
mas era por fome, por desespero
me levaram um iphone 6s recém comprado e mais 400 reais em dinheiro
mas minha vida, minha grande preciosidade, está aqui comigo

mas essa facada
por apego, controle, ciúmes

o amor que mata é nocivo
que clama por exclusividade e se ofende com a fluidez do desejo

o amor omicida que mata pra comer
pra se vingar

amor ressentido cheio de galhos

a faca apontada por fome não me furou
a faca apontada por amor, matou

descanse em paz

Sem comentários: